quinta-feira, 7 de abril de 2011

Ambiente e o futuro da região

Uma das áreas que nós dedicamos neste blogue e damos especial atenção é sem duvida a agricultura e o ambiente. Divulgamos o nosso trabalho e estamos sempre atentos às propostas e sugestões das organizações politicas, sejam elas do PSD, PS, CDS, PCP, BE, PND e outras organizações politicas ou cívicas.

No entanto, no preciso momento está a ser divulgado um dos painéis do próximo congresso do PSD designado "Ambiente e rentabilização dos recursos naturais" que nos despertou à atenção não só pelo interesse no tema como a abertura do painel à sociedade civil. Um dos oradores convidados não é da freguesia da Fajã da Ovelha mas, é de uma freguesia vizinha e despertou a nossa curiosidade por ser o presidente de Junta de Freguesia dos Prazeres.

Que me perdoe a frontalidade mas, acredito que preferia ver José L. G. Sousa, presidente da Junta da Fajã da Ovelha, neste painel do que esse Sr. "director hoteleiro". Para nós José L. G. Sousa é um homem com mais sabedoria, mais experiência e com uma visão mais ampla sobre a temática.

VAMOS ESTAR ATENTOS!

11 comentários:

Anónimo disse...

O sr. Mauricio, é o pior presidente de junta que há memória.
óh sr. do blogue, ele não é director, mas um simples funcionário que anda a perseguir os trabalhadores que andam a a se manifestar por uma coisa a que têm direito, o seu ordenado(vários meses de ordenado em atraso).
Somos muitas pessoas dos Prazeres a trabalhar no hotel e muitas bocas dependem de nós. Ele não nos desfende.

Anónimo disse...

Onde vai ser o local desse congresso?
É na Fajã. Como diz o outro da Ourolux: Se tu tamém vais eu tamém voua...

Anónimo disse...

Ah meu filho, já não tem ouri ha muite tempe.

Anónimo disse...

sempre me apeteceu espancar esse director hoteleiro (é só um desabafo nem tou a referir nomes)
É a minha fantasia pessoal

eleutério Sousa disse...

Quem põe a mão na massa (agricultura), que cultiva, sabe o que é dificuldade...Os habitantes do lugar é que devem ser os seus arautos. cada um sabe onde dói o calcanhar!

Renato Azevedo disse...

Subscrevo inteiramente as palavras do editor do blogue. O Sr. José Luís sabe muito mais de Ambiente do que muito pseudo-doutor que por aí anda!
Quando exerci as funções de coordenador do programa Eco-Escolas na EB 23 /PE Professor Francisco M.S. Barreto o Sr. José Luís mostrou-se uma pessoa inexcedível na dedicação e colaboração connosco relativamente a esta causa ecológica. Aprendi muito com ele e, se hoje conheço um pouco da realidade da Fajã da Ovelha, devo muito ao Sr. José Luís. Um caso ímpar de dedicação a uma causa!

Paróquia Nossa Senhora Aparecida - Vila Rubim Cambará disse...

As áreas "altas" do concelho da Calheta deveriam ter um tratamento diferenciado...percebe-se a desertificação populacional, o desânimo, a descrença de que estas freguesias não teem como sobreviver sem turisamo,desporto, etc...A sua vocação é agrícola mas claro com modernidade! O agricultor não é escravo, mas um cuidador que deve ser bem recompensado! Onde estão os luminares da política que pouco ou nada entendem da agricultura e que só aparecem para com palavras bonitas iludirem a quem lhes dá o voto e por consequência seu sustento? Onde estão os projectos que farão essa mudança para melhor? O blog que vive atormentando e bem, pode ser o arauto de novas ideias!

Anónimo disse...

quem esta mal que se mude !

Eleutério Sousa disse...

Anônimo não tem nome, por isso não deveria se manifestar...É um Zero!

Anónimo disse...

zero e a juventude de hoje em dia que nao querem pensar na agricultura ajudar o ambiente deixar os terrenos abandonados para o gorverno tomar conta ou estao a espera de receber o dinheiro para gastar na boa vida!

Paróquia Nossa Senhora Aparecida - Vila Rubim Cambará disse...

Sr. Anônimo, o senhor tem razão!