quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Chuva e vento fustigam a Fajã da Ovelha

O 25 de Janeiro foi um daqueles dias que para muitos fez voltar atrás no tempo. "Já tem anos que não chove assim tanto sem parar" diz o Sr. Jaime. A terra já está saturada e não aguenta mais agua e os "regos estão cheios" diz a agricultora em conversa connosco.

1 comentário:

Paróquia Nossa Senhora Aparecida - Vila Rubim Cambará disse...

O plantio direto ou na palha seria a solução para o encharcamento. A agricultura precisa se modernizar...