segunda-feira, 10 de março de 2008

Perigo das linhas de média e alta tensão

Especialista defende maior distância entre redes de alta tensão e casas.
Medico, especialista em radiologia da Universidade do Porto, defende uma maior distância entre as redes de média/alta tensão e as casas para evitar eventuais danos provocados por campos magnéticos. Segundo ele, as casas devem estar a mais de cem metros das estruturas eléctricas ao ar livre, e caso os cabos sejam enterrados, considera que a distância mínima deve ser pelo menos cinco metros, visando sempre "diminuir a exposição" das populações às radiações electromagnéticas.
Na Fajã da Ovelha, esta a ser colocada uma nova rede de alta média/tensão que atravessa os núcleos populacionais da Raposeira, Lombada dos Cedros, S. Lourenço, S. João, Farrobo e Lombada do Marinheiros.
Do meu ponto de vista devia ser criado um corredor para a rede de média/alta tensão, afastada dos núcleos populacionais e o no futuro proibir a construção de habitações nesse corredor. Apesar da necessidade destas infra-estruturas não se devem colocar as linhas de média/alta tensão à porta das casas das pessoas.
Os estudos científicos mais recentes apontam riscos acrescidos de leucemia para crianças mais expostas às redes de alta tensão. E o impacto visual negativo que tem.
A população e a autarquia deviam pedir à secretaria regional da saúde um parecer sobre esta matéria. Penso que na Madeira nunca foram realizados estudos sobre o impacto das redes de média/alta tensão na população!?
A sabedoria popular diz que: mais vale um mau ano que um mau vizinho. As linhas de alta tensão são um mau vizinho.

PS: A nova rede de alta tensão é para a iluminação da via expresso e poderá ser provisória. Aguardamos atentos…

5 comentários:

Anónimo disse...

E outra coisa muito importante o Sr. nao referiu. Nós pagamos aluguer dos contadores da eem e eles não pagam nada aos proprietarios do terrenos onde metem esse postes de cimento. E por vezes nem pedem.
M. V. S.

BaBy_BoY_sWiM disse...

Na cadeira de Introdução à Radiação e depois Física Nuclear (só que esta ainda está por passar) abordei esse mesmo assunto... E é muito perigoso... Se bem me recordo houve um grupo de colegas que fizeram um trabalho acerca disso!

Poderia causar problemas nomeadamente cancerigenos...

Já agora um reparo ao comentário anterior... A EEM como empresas de telecomunicações pagam, porque sei de casos que os próprios é que quiseram o poste ali para ganharem com o aluguer!

SKOBYA disse...

nao tem muitos meses que instalaram um poste de cimento a 4 metros de um casa, aqui proximo.
com tanto espaço que ha, tinha de meter logo ali...
ja nem sei se nao é propositado

Freitas disse...

Pelo que já pesquisei, há leis sobre a instalação de linhas de alta tensão onde estipulam um afastamento mínimo das zonas habitacionais, entre outras normas. Inclusivamente proibem que se instalem linhas de alta tensão sobre zonas habitacionais e áreas de laser. Infelizmente, produz-se muita lei mas o resultado é o que se vê. É só olhar para as zonas altas do Funchal (e agora, infelizmente também, para algumas zonas rurais).
Existem vários estudos publicados em que o número de casos de cancro aumentam consideravelmente nessas concentrações urbanas em que as linhas passam por cima das habitações.
Confirmo a informação do Baby_Boy_Swim, a EEM e as empresas de Telecomunicações pagam a colocação e aluguer dos postes nos terrenos. Também deviam pagar era na extensão das linhas (no caso da EEM e REN, a nível nacional)

Fajã da Ovelha disse...

Dos maleficios da rede de alta tensão parece na haver duvidas.

Ao Sr. Baby e Sr.Freitas aquando dizem que as empresas pagam para colocar os postes é provavel que isso acontece em algumas localidades na Madeira, mas por cá desconheço que alguém recebam qualquer valor. E sei do que falo...