segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Homenagem à Fajã da Ovelha: Poema lido no dia em que foi inaugurado o Caminho Agrícola no Tanque do Lombo

Homenagem à Fajã da Ovelha

Uma Flor Preciosa...
A Saudade me traz, de longe,
Devagar, bem de mansinho,
O perfume das flores da minha terra!...

....Ah!, que felicidade,
A ternura que se esconde
Num doce carinho
E o sentimento que nele se encerra!....

Das varandas da minha terra,
Por entre as flores,
Vislumbram-se o aconchego da paisagem
E a magia do céu profundo!...

Ao longe, o mar,
De um azul misterioso,
Que se dilui
Em lágrimas de Saudade....

...Os olhos, fitos no horizonte,
São os da minha terra;
Entre as flores,
Ela é a rainha,
Cujo perfume se sente,
Único, especial...

...É o perfume de saudades
De outrora,
Por quem meu coração chora....
Ah!, Que falta me faz
Meu torrão natal!....


Eleutério Gouveia Sousa

Sem comentários: